Comando morre em primeira operação militar dos EUA autorizada por Trump

Um comando dos Estados Unidos morreu e três outros ficaram feridos ao realizar uma operação mortífera contra a Al Qaeda no sul do Iêmen na madrugada de domingo, a primeira operação militar dos EUA autorizada pelo presidente Donald Trump.

Os militares norte-americanos disseram ter matado 14 militantes durante um ataque a uma ala poderosa da Al Qaeda que tem sido alvo frequente de ataques de drones (aeronaves não-tripuladas) dos EUA. Médicos no local, porém, disseram que cerca de 30 pessoas, incluindo 10 mulheres e crianças, foram mortas.

Outros dois efetivos norte-americanos ficaram machucados quando uma aeronave militar dos EUA foi enviada para retirar os comandos feridos, mas foi alvejada e teve que ser "intencionalmente destruída no local", informou o Pentágono.

O novo presidente dos Estados Unidos classificou a operação como um sucesso e disse que a inteligência obtida no seu decorrer irá ajudar seu país a combater o terrorismo.

"Os norte-americanos estão entristecidos com a notícia de que a vida de um membro heróico da corporação foi perdida em nossa luta contra o mal do terrorismo radical islâmico", disse Trump em um comunicado.

A batalha no distrito rural de Yakla, na província de Al-Bayda, matou um líder veterano da facção da Al Qaeda no Iêmen, Abdulraoof al-Dhahab, além de outros militantes, disse a própria Al Qaeda.

Anwar al-Awlaki, filha de oito anos do pregador iemenita nascido nos EUA e ideólogo da Al Qaeda Anwar al-Awlaki, estava entre as crianças vitimadas pelo ataque, de acordo com seu avô.

Seu pai morreu em um ataque de drone dos EUA em 2011.

Leia mais no MSN




---------------


Comando morre em primeira operação militar dos EUA autorizada por Trump Comando morre em primeira operação militar dos EUA autorizada por Trump Reviewed by Anderson Nascimento on 17:30:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.