Desfeita na era Nobre, relação com torcidas volta a existir no Palmeiras


Bastou a troca no comando para o Palmeiras voltar a ter relação com torcida organizada. Esse é um dos pontos que fizeram o agora ex-presidente Paulo Nobre se distanciar de seu sucessor e antes aliado, Maurício Galiotte.

Conforme publica a Folha de S.Paulo nesta quinta-feira, jogadores e diretoria reabriram diálogo com as torcidas, algo que era vetado pelo antigo mandatário. O GloboEsporte.com apurou que houve pelo menos dois encontros de Galiotte com membros da Mancha Alviverde, principal facção palmeirense.

O rompimento definitivo de Nobre com as organizadas ocorreu em março de 2013, quando a delegação foi agredida em Buenos Aires depois de uma derrota na Taça Libertadores. A convivência piorou ao longo do tempo, com protestos em frente à Academia de Futebol e represálias do clube na venda de ingressos e na localização da torcida na arquibancada.

A intenção de Galiotte é melhorar essa relação, que vinha muito desgastada na antiga administração. Em pouco mais de um mês da nova gestão, a convivência entre as duas partes já é vista no clube como muito mais saudável – sem privilégios, porém.

Leia mais no GE
---------------


Desfeita na era Nobre, relação com torcidas volta a existir no Palmeiras Desfeita na era Nobre, relação com torcidas volta a existir no Palmeiras Reviewed by Anderson Nascimento on 19:30:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.