Como o Palmeiras venceu o dinheiro do futebol chinês na contratação de Borja

Tuíte das 23h35 de Brasília com a foto que confirmou a contratação
Encerrada a janela de contratações europeia, o Atlético Nacional de Medellín viu terminarem as chances de vender Miguel Angel Borja para o Velho Mundo neste começo de ano. Por isso, no fim de semana passado o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, retomou contato com o presidente do campeão da Libertadores, Juan Carlos De la Cuesta, como o blog informou na segunda-feira — clique aqui e leia.

Sem a possibilidade de negociá-lo com a Europa, os colombianos tinham duas opções, China e Brasil, no caso a proposta palmeirense, que domingo já estava em suas mãos. Não houve retorno na segunda-feira e na terça. Por isso, Mattos decidiu embarcar na noite de quarta para Medellín, onde se encontraria com os dirigentes do clube, o empresário, agente do jogador e investidor com 30% dos direitos.

Logo no início da tarde de quinta, o diretor do Palmeiras se reuniu com o jogador e seus representantes. O objetivo era impedir que os chineses, também presentes à cidade colombiana, convencessem Borja a ir para a Ásia. Tal ideia era repelida pelo artilheiro, apesar dos US$ 28 milhões contra US$ 10,5 milhões do time paulista. O risco, claro, era o dinheiro da China superar o desejo do atleta de atuar no campeão do Brasil.

Mattos alegou que Borja é jovem (24 anos), pode jogar a Copa do Mundo em 2018, o que lhe daria mais visibilidade, falou sobre os contatos que o Palmeiras hoje tem com clubes como Manchester City e Barcelona. Alegou que ainda terá chance de ir para a Europa e depois atuar num mercado como o Chinês, lá pelos 30. O investidor, que segue com 30% dos direitos sobre o atleta, tambem resolveu "apostar" nisso.

Perto das 18 horas na Colômbia (três horas mais cedo em relação a Brasília pelo fuso horário), o presidente do Atlético Nacional precisou deixar a reunião. Ficou pendente um detalhe contratual que, superado, permitiu firmar o contrato de cinco anos entre Palmeiras e Borja. O documento foi assinado após às 20 horas locais.

Neste sábado, às 6h35, o homem-gol chegará no voo 8001 (Latam). O colombiano vai desembarcar no terminal 3 de Guarulhos com Alexandre Mattos. Seguirá vestindo verde. O Marketing do Palmeiras deverá decidir qual o número da camisa de Borja.



---------------


Cursos sem mensalidades e 100% online a partir de R$ 29,90
Curso de Empreendedorismo
Curso de Redes Sociais
Curso de AutoCAD
Como o Palmeiras venceu o dinheiro do futebol chinês na contratação de Borja Como o Palmeiras venceu o dinheiro do futebol chinês na contratação de Borja Reviewed by William Nascimento on 11:01:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.