Sem Amaral, Mancini tem quebra-cabeça para estreia na Libertadores


A perda do volante Amaral, que rompeu o ligamento do joelho no contra o Atlético Mineiro, pela Primeira Liga, é um golpe grave ao sistema tático utilizado por Vagner Mancini no início desta temporada. O jogador era o principal responsável pela marcação no meio de campo do time verde e branco. Ao lado de Andrei Girotto, que sai um pouco mais para o jogo, Amaral esteve em campo em todos os jogos da Chapecoense no estadual e em um da Primeira Liga, justamente quando saiu lesionado. Além do desfalque de um titular de boa marcação, a Chape também é um dos jogadores mais experientes do jovem grupo.

Com laterais que apoiam constantemente o ataque, Amaral recuava até o meio dos zagueiros onde fechava a marcação com três homens. Assim, o Verdão conseguia recompor o sistema defensivo rapidamente em casos de contra-ataque. Sem ele, Mancini precisa encontrar uma alternativa para não ser surpreendido pelos adversários.

Luiz AntonioA única vez que Amaral não foi titular - com o time principal em campo - foi no jogo contra o Joinville, no Campeonato Catarinense e, mesmo assim, entrou no decorrer da partida. O substituto na ocasião foi Luiz Antonio, que jogou mais adiantado, como segundo volante, enquanto Andrei Girotto ficou um pouco mais recuado, na marcação. Com esta formatação, o time ganha em criatividade no meio de campo, pois Luiz Antonio tem qualidade elevada de passe e boa visão de jogo, mas perde em marcação, já que Girotto também sobe bastante ao ataque. Com laterais que constantemente chegam a linha de fundo, a equipe verde e branca fica desguarnecida na defesa e suscetível a contra-ataques. Diego Renan é uma boa opção na lateral caso o treinador queira manter uma segurança defensiva. 
NadsonContratado como meia, Nadson é um jogador polivalente. Na Chapecoense já fez a função de segundo volante, ponta e meia de armação. Utilizado frequentemente por Mancini no decorrer dos jogos, o jogador também melhora a criatividade do meio campo. Quando fez a função de segundo homem do meio, jogou ao lado de Amaral. Caso seja escolhido por Mancini, desta vez, estará ao lado de Andrei Girotto e vai precisar auxiliar mais na marcação.
Campinho Chapecoense Luiz Antonio Nadson (Foto: Reprodução)





---------------


Cursos sem mensalidades e 100% online a partir de R$ 29,90
Curso de Empreendedorismo
Curso de Redes Sociais
Curso de Inglês
Sem Amaral, Mancini tem quebra-cabeça para estreia na Libertadores Sem Amaral, Mancini tem quebra-cabeça para estreia na Libertadores Reviewed by Anderson Nascimento on 21:30:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.