Motorista disse que foi agredido antes de atropelar skatistas


O servidor público José Iriovaldo Ferreira, de 55 anos, foi indiciado nesta segunda-feira, 26, pela polícia após ter atropelado ao menos três skatistas na Rua Augusta, na região central de São Paulo, durante um evento na manhã de domingo. Em depoimento aos policiais, ele disse que a via não estava bloqueada para o trânsito, contou que seu carro foi atacado por skatistas antes do atropelamento e acelerou o veículo com medo de ser linchado. Ele responderá por lesão corporal dolosa, colocar vidas em risco e fuga do local.

Imagens de câmeras de segurança divulgadas no fim da tarde desta segunda pelo portal G1 mostram um grupo de skatistas arremessando seus skates na EcoSport preta dirigida por Ferreira, que subia a Augusta no sentido Avenida Paulista e havia parado atrás de outro veículo no trânsito. No carro com Ferreira estavam um amigo e sua mãe, de 80 anos, que teria ficado levemente ferida após o ataque.

Os vídeos, que foram entregues à polícia, mostram que o ataque ao motorista ocorreu às 9h48. Na sequência das imagens, Ferreira acelera e sobe a Augusta na contramão, por onde desciam os skatistas que participavam do evento. É nesta hora que vídeos feitos por moradores e divulgados no domingo mostram a EcoSport atropelando os skatistas. Três ficaram levemente feridos.

Ferreira foi localizado na manhã desta segunda pela polícia e levado a depor no início da tarde. Chegou ao 4.º Distrito Policial (Consolação) cobrindo o rosto e saiu sem falar com jornalistas por orientação do advogado. Ele disse aos policiais que vinha da zona leste para buscar uma amiga na Rua Frei Caneca e seguiria para Mairiporã, na Grande São Paulo. O carro dele, que passará por perícia, estava com o capô e as laterais amassados, os vidros estilhaçados e um retrovisor quebrado. Um pedaço de skate ficou preso debaixo do para-choque traseiro.

Investigação

Além das imagens, a polícia investiga também por que a Rua Augusta não estava totalmente bloqueada para veículos por causa do evento de skatistas, que comemoravam o Dia Mundial do Skate, com autorização prévia da Prefeitura. A concentração do evento estava marcada para as 10 h no vão-livre do Masp, na Avenida Paulista. Segundo os organizadores, os skatistas desceriam a Augusta a partir das 10h30 em direção ao centro, onde ocorreu um show no Vale do Anhangabaú. Um grupo de participantes, contudo, iniciou o trajeto mais de uma hora antes do previsto.

Responsável pela operação de trânsito na capital, a CET informou, em nota, que iniciou a operação na região por causa do evento às 9h de domingo e que o trecho da Augusta estava previsto para ser interditado a partir das 9h30, mas skatistas anteciparam o início do percurso sem autorização dos agentes da companhia, que tiveram que “acompanhar emergencialmente a movimentação dos skatistas e ordenar o trânsito das ruas transversais”. Segundo a CET, “as vias foram interditadas, com operador ou com cavaletes, para a passagem dos participantes do evento”.

Dan Feitosa, um dos organizadores do evento, também prestou depoimento nesta segunda e disse à polícia que um grupo de skatistas saiu antes do horário depois que uma pessoa estourou um rojão e estimulou a largada, antes das 10 h. Ele disse que não viu o que aconteceu na Augusta porque ficou na Av. Paulista. A polícia já pediu informações à CET e à Prefeitura Regional da Sé.

Leia mais no MSN

---------------


Cursos sem mensalidades e 100% online a partir de R$ 29,90
Curso de Fotografia
Dicas para sua carreira
Programa de Afiliados - ----
Motorista disse que foi agredido antes de atropelar skatistas Motorista disse que foi agredido antes de atropelar skatistas Reviewed by Anderson Nascimento on 21:00:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.