Institut Marquès apresenta seus estudos sobre a música e o começo da vida no Massachusetts Institute of Technology



Dra. Marisa López-Teijón, diretora do Institut Marquès, dr. Àlex García-Faura, diretor científico do centro, e Lluís Pallarés, criador do Babypod, aceitam seu prêmio IG Nobel.
Seu trabalho, publicado na prestigiada revista científica Ultrasound, descobriu como a audição do feto funciona, mostrando que os fetos podem ouvir a partir da 16ª semana (quando medem 11 cm/4 polegadas), desde que o som chegue até eles pela vagina da mãe.
A dra. Marisa López-Teijón, diretora do Institut Marquès, o dr. Àlex García-Faura, diretor científico do centro, eLluís Pallarés, criador do dispositivo intravaginal  Babypod, explicaram as conclusões do estudo no MIT. O dr.Alberto Prats, professor de anatomia e embriologia humana da Faculdade de Medicina da Universidade deBarcelona, também faz parte da equipe de pesquisa.
Essa sessão do Massachusetts Institute of Technology é parte da cerimônia de premiação do Ig Nobel, que reconhece as pesquisas científicas mais inovadoras e surpreendentes do ano.
Prêmio Ig Nobel de Medicina
A dra. Marisa López-Teijón recebeu o Prêmio Ig Nobel de Medicina, o primeiro prêmio para obstetrícia concedido nos 27 anos de existência dessa premiação.
A cerimônia do Ig Nobel é realizada na Universidade de Harvard e no Massachusetts Institute of Technology, e reúne cientistas prestigiados de todo mundo que apresentam seus estudos ao público de forma divertida e agradável.
Na cerimônia, a dra. Marisa López-Teijón explicou: "O Institut Marquès está realizando pesquisas de ponta sobre os efeitos da música no desenvolvimento embrionário e fetal. 
Aperfeiçoamos a fertilização in vitro através de vibrações musicais dentro das incubadoras em todas as nossas clínicas de fertilidade.
Ao inserir um alto-falante na vagina de milhares de pacientes, conseguimos pela primeira vez nos comunicar com o feto. Para isso, criamos o Babypod. Trata-se de um alto-falante intravaginal aprovado pela FDA que se conecta a um telefone celular.
Graças ao Babypod, descobrimos como funciona a audição do feto: os fetos mal podem ouvir ruídos no útero da mãe. A capacidade de audição do feto começa quando o feto mede apenas 4 polegadas ou 11 cm. Até agora, as pesquisas médicas podiam apenas confirmar que os fetos ouvem a partir da 26ª semana. Os fetos respondem como os bebês, com fala e movimentos porque estão aprendendo a se comunicar. O mito de falar com a sua barriga acabou."
De acordo com os estudos do Institut Marquès, podemos agora nos comunicar com o feto e estimulá-lo neurologicamente. Qualquer tipo de estímulo sensorial é bom e quanto mais cedo, melhor.
A música estimula o aprendizado da linguagem. E, como vemos, o aprendizado pode começar no útero.
O Prêmio Ig Nobel é um reconhecimento, por essas universidades de prestígio, da importância das pesquisas do Institut Marquès para aprimorar os tratamentos de reprodução assistida.


---------------


Cursos sem mensalidades e 100% online a partir de R$ 29,90
Curso de Fotografia
Dicas para sua carreira
Programa de Afiliados - ----
Institut Marquès apresenta seus estudos sobre a música e o começo da vida no Massachusetts Institute of Technology Institut Marquès apresenta seus estudos sobre a música e o começo da vida no Massachusetts Institute of Technology Reviewed by William Nascimento on 15:55:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.