quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Michel Temer admite que votação da reforma da Previdência pode ficar para fevereiro de 2018


Visualize essa mensagem no navegador >>
Estadão


Economia
Michel Temer admite que votação da reforma da Previdência pode ficar para fevereiro de 2018
Presidente disse que, se o governo não tiver os 308 votos necessários, apreciação do texto será postergada
Senado aprova texto principal da MP do Repetro com alterações
O texto aprovado foi modificado em relação ao que havia passado na Câmara
Foi bom acontecer a Carne Fraca, pois foi superada, diz Maggi
Ministro da Agricultura fez a afirmação em evento que lançou o Selo Agro Mais Integridade
Poupadores que têm direito a até R$ 5 mil em planos receberão à vista
Acordo assinado entre poupadores e bancos vai contemplar os planos Bresser, Verão e Collor II
Jovem precisa conhecer bem o próprio perfil para conseguir vaga de trainee
O nível de exigência sobre os conhecimentos relacionados a empresa também cresceu
Heineken busca estagiários e Itaú abre vagas para gerentes em todo o Brasil
Na área jurídica, há oportunidades para recém-formados com salário de até R$ 5 mil
Mais em Economia ir


Colunistas
Coluna do Broadcast
Sem demanda, Neoenergia caminha para suspender IPO
Fábio Gallo
Doente paga imposto ao sacar PGBL?
Antônio Penteado Mendonça
Valor em risco e importância segurada
Mais em Colunista ir


Blogs
Fernando Dantas
Vamos cobrar coerência do PSDB... e do PT
Antônio Penteado Mendonça
Valor em risco e importância segurada
Sua Oportunidade
'Sou jovem, mulher, e herdeira, o combo perfeito para julgar'
Mais em Blogs ir

TV Estadão
Temer e Maia admitem dificuldade para votar reforma da Previdência este ano
Temer admite que a votação pode ficar para fevereiro de 2018.
Mais em TV Estadão ir
Compartilhe: Facebook  Twitter  linkedin  Google mais
Estadão

Opinião

Política

Economia & Negócios

Brasil

Internacional

Esportes

Cultura

Últimas

Assine

Grupo Estado. Copyright © 1995-2017. Todos os direitos reservados

Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada, adicione o e-mail naoresponda@estadao.com.br ao seu catálogo de endereços.

O Estadão.com.br respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede.

Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição aqui.

Disqus Comments