Câmara aprova decreto de intervenção na segurança do Rio


Está com problemas para visualizar essa mensagem? Clique aqui e leia no seu navegador >>


Estadão

Por 340 votos a 72 e só uma abstenção, deputados votaram a favor do decreto de Temer. Crédito: André Dusek/Estadão


Câmara aprova decreto de intervenção na segurança do Rio


Bom dia,
A Câmara aprovou na madrugada desta terça-feira, 20, o decreto que autoriza a intervenção federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro. A matéria segue agora para o Senado, que deve apreciá-la ainda hoje.
Esta é a primeira vez que o Congresso analisa uma matéria como essa desde a vigência da Constituição de 1988.

Depois de 14 meses de campanha pela reforma da Previdência, que chegou a incluir a participação do presidente Michel Temer em programas de TV e gastos em publicidade, o governo admitiu nessa segunda-feira, 19, que a reforma da Previdência está suspensa. A insegurança jurídica para manter a discussão em pauta e o posicionamento do presidente do Senado, Eunício Oliveira, contra a votação levaram ao anúncio. Nomeado porta-voz da decisão, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, negou que o decreto de intervenção federal no Rio tenha sido uma desculpa para disfarçar o fracasso da Previdência. Ele acenou com a possibilidade de retomar o andamento da proposta no Congresso antes do final do ano.
Para compensar a pauta econômica, o governo convocou os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, para divulgar uma lista de 15 pautas que se tornarão prioritárias. O plano B de ajuste fiscal inclui a privatização da Eletrobrás e simplificação da cobrança do PIS/Cofins.
Enquanto isso, ministros tentam viabilizar recursos extraordinários para as novas ações de segurança no Rio. A intervenção gera temor entre moradores de comunidades pobres. A pedido do Exército, o ministério da Defesa vai solicitar autorização judicial para mandados coletivos de busca e apreensão durante operações militares. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, garante que o Congresso vai 'fiscalizar' a intervenção federal.
Veja também:
  • Economia
Em 15 anos, governo federal retém R$ 31 bilhões em gastos para saúde. Recursos estavam previstos no Orçamento, mas acabaram cancelados.
  • Política
  • Cultura
Aos 70 anos, Egberto Gismonti diz que nunca viajou tanto para divulgar sua música. No domingo, o músico se apresenta em São Paulo.
  • Esportes
Dorival alerta: 'Time grande cai sim'. Treinador fala de pressão do início da temporada e vê fortalecimento do clube como principal legado do sufoco de 2017.



O Estado de S.Paulo, 20/2/2018

Navegue por todas as páginas da edição impressa com agilidade e praticidade - pelo celular, tablet ou computador



Coleção de improvisos

Ao abandonar a reforma para intervir no Rio, o governo parece contar com nada mais que a sorte


'Estadão Podcasts': Baixe e ouça agora notícias e análises

Farto encanto

No caderno desta terça-feira: as atrações gastronômicas de Bolonha, na Itália


'Pobre sempre paga o pato', diz morador da Rocinha. Crédito: Fábio Motta/Estadão


O seu dia a dia



Em vídeo, jovens negros dão dicas para moradores se defenderem de abordagens indevidas
Conta tem cartão de crédito internacional Visa e descontos junto a rede de parceiros


Joy Buolamwini defende a responsabilização algorítmica. Crédito: Tony Luong para The New York Times


NYTIW



A disparidade no reconhecimento de homens brancos (1% de falhas) e mulheres negras (35% de falhas) reflete a falta de diversidade que ainda permeia a área de tecnologia
À medida que a economia global vai se fortalecendo, a Europa e países como Japão e China continuam concluindo acordos que não incluem os Estados Unidos


São Paulo (SP)
Hoje
min. 21° max 28°
Sol com muitas nuvens. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
Rio de Janeiro (RJ)
Hoje
min. 22° max 35°
Sol com muitas nuvens. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
Foi notícia em 20 de fevereiro de 1988
A PM está parando. E a greve continua.

VEJA MAIS


Compartilhe:   Facebook   Twitter   linkedin   Google mais
Estadão

Opinião

Política

Economia & Negócios

Brasil

Internacional

Esportes

Cultura

Últimas

Assine


Grupo Estado. Copyright © 1995-2018. Todos os direitos reservados

Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada, adicione o e-mail naoresponda@estadao.com.br ao seu catálogo de endereços.

O Estadão.com.br respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede.

Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição aqui.

Câmara aprova decreto de intervenção na segurança do Rio Câmara aprova decreto de intervenção na segurança do Rio Reviewed by William Nascimento on 15:56:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.