Chuva e piso escorregadio marcam a segunda etapa da temporada 2018 da Mitsubishi Cup


“Essa foi uma das provas mais exigentes que já participei.  Foi nota 10 em dificuldade e diversão”, comemora Thiago Wilson Rizzo da Silva, piloto campeão da categoria L200 Triton Sport RS ao lado do navegador Leonardo Magalhães. A segunda etapa da temporada 2018 da Mitsubishi Cup foi cheia de surpresas. O clima quente típico do Noroeste do Estado de São Paulo deu lugar ao tempo fechado, úmido e com pancadas fortes de chuva, que mudaram totalmente as características da prova.

Devido à chuva forte, o trajeto foi adaptado para aproveitar melhor as condições das estradas da fazenda São Francisco, onde foi realizada a etapa. A duplas enfrentaram duas provas de aproximadamente 47 km recheadas de desafios, onde a perícia e entrosamento da dupla foram essenciais.

“Normalmente aqui faz muito sol e calor, com um piso de areia e terra batida. Hoje enfrentamos lama, barro e poças de água. Tivemos que adaptar nosso tipo de estilo, dosando um pouco mais o pé em alguns trechos Felizmente voltamos para casa com um bom resultado”, explica Ricardo Feltre, piloto da categoria ASX RS Master, que venceu sua primeira prova na temporada 2018 ao lado do navegado Ivo Meyer.

Mesmo com a chuva e o piso escorregadio, uma das principais características da etapa de Magda, a alta velocidade, fez parte do sábado das duplas. “Foi uma prova com trechos de muita aceleração. Hoje foi adrenalina pura”, comenta Vilson Silva, navegador campeão da categoria ASX RS ao lado do piloto Edson Tuzino Nole.

Outra dupla que subiu no lugar mais alto do pódio foi Marcelo Fiuza e Joseane Koerich, da categoria L200 Triton ER. “Começamos o ano com duas vitórias em etapas com características completamente diferentes. Nosso entrosamento está melhorando a cada corrida juntos. Estamos melhorando e nos divertindo cada vez mais”, comemora Joseane.

Na L200 Triton ER Master a dupla catarinense Juliano Diener e Gunnar Duns foram os grandes vencedores. “Foi um desafio para nós dois mantermos a concentração elevada durante uma prova de 47 km com essas características”, conta Juliano. 

Largada Promocional em Magda
Para comemorar a chegada da Mitsubishi Cup na sexta-feira que antecedeu a prova, as duplas se reuniram no centro da cidade de Magda para uma grande festa e largada promocional, onde a população local pôde ver de perto e tirar fotos ao lado dos carros de competição.

“Ter esse contato com o público foi muito bom. Ver a criançada feliz,  e pessoas de todas as idades entrando nos carros e tirando fotos com as equipes foi um dos pontos altos dessa etapa. Tivemos ótimas experiências durante esses dois dias”, comenta o piloto Emerson Destro, da categoria ASX RS.

Próxima etapa
No dia 9 de junho, a Mitsubishi Cup viaja até a cidade de Ponta Grossa, no Paraná, para a terceira etapa do ano, onde as duplas enfrentarão três provas de aproximadamente 30 quilômetros de extensão, um formato inédito nesta temporada.

“Estou na Mitsubishi Cup há 13 anos e nunca participei de uma etapa em Ponta Grossa. Todos estão ansiosos para saber o que nos espera. Não sabemos como será o piso, a pista, o clima... essa mudança constante é uma das coisas que mais gostamos na Mitsubishi Cup. A cada etapa, tudo pode mudar”, comenta Alessandro Tozoni, da categoria L200 Triton ER Master. 




---------------


Cursos para horas complementares
FAQ - Desenvolve Cursos
Curso Online de AutoCAD
Conquiste Vagas - Desenvolve Cursos
Chuva e piso escorregadio marcam a segunda etapa da temporada 2018 da Mitsubishi Cup Chuva e piso escorregadio marcam a segunda etapa da temporada 2018 da Mitsubishi Cup Reviewed by Anderson Nascimento on 21:30:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.