Importação de soja pela China cai após acúmulo de estoques antes de tarifa

As importações chinesas de soja caíram em julho ante junho, mostraram dados da alfândega nesta quarta-feira, com processadoras desacelerando as compras depois de acumularem estoques recordes em preparação para as pesadas tarifas de importação sobre o produto norte-americano, implementadas no mês passado.

A China, maior comprador de soja do mundo, importou 8,01 milhões de toneladas de soja em julho, queda de 8 por cento em relação ao volume de 8,70 milhões de toneladas de junho, segundo dados da Administração Geral de Alfândega do país.



As importações caíram 20,6 por cento em relação ao volume recorde de 10 milhões de toneladas de julho de 2017.

"Os compradores chineses compraram muita soja brasileira para evitar o impacto da guerra comercial sino-americana... A pressão sobre os estoques domésticos é alta, então as importações de julho caíram um pouco", disse Tian Hao, analista sênior da First Futures.

Pequim impôs uma tarifa de 25 por cento em uma lista de produtos norte-americanos, totalizando 34 bilhões de dólares, incluindo soja, em 6 de julho, em resposta às ações dos EUA sobre bens chineses de valor semelhante.

Empresas chinesas têm sido grandes compradoras de grãos brasileiros nos últimos meses, em antecipação à imposição de tarifas por parte de Pequim.

Leia mais no UOL

---------------


Cursos para horas complementares
FAQ - Desenvolve Cursos
Curso Online de AutoCAD
Conquiste Vagas - Desenvolve Cursos
Importação de soja pela China cai após acúmulo de estoques antes de tarifa Importação de soja pela China cai após acúmulo de estoques antes de tarifa Reviewed by Anderson Nascimento on 23:30:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.