Eduardo Bolsonaro falou em 'ruptura mais dolorosa' sobre STF

O deputado reeleito nas eleições 2018 Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do candidato do partido a presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou e desqualificou ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em julho, durante uma audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara. No discurso, registrado pela TV Câmara e disponível na internet, o deputado aborda a possibilidade de uma ruptura mais dolorosa do que alterar a composição do tribunal - uma ideia citada pelo pai em campanha - e diz duvidar que manifestantes possam vir a defender a volta de ministros da Corte.

O deputado diz no pronunciamento que apoia a ideia do pai, que ele dizia ser "superficial" à época e "não analisada ainda", de mudar a composição do STF, aumentando o número de integrantes da Corte de 11 para 21 "para equilibrar o jogo".


"Com esse STF, caso o próximo presidente venha a tomar medidas e aprovar projetos que sejam contrárias ao gosto desse STF, eles vão declarar inconstitucional. E aqui a gente não vai se dobrar a eles, não. Quero ver alguém reclamar quando estiver num momento de ruptura mais doloroso do que colocar dez ministros a mais na Suprema Corte... Se esse momento chegar, quero ver quem vai para a rua fazer manifestação pelo STF, dizer 'ministro X, volta, ministro X, estamos com saudades", discursou.

Ao falar na comissão, Eduardo Bolsonaro defendia a volta do voto em cédulas de papel. Ele passou criticar a não implantação do recibo do voto nas eleições 2018. A campanha de Bolsonaro tem reiterado acusações de fraude nas urnas eletrônicas, ainda que não tenha comprovação.




---------------


Cursos para horas complementares
Curso Online de Secretariado
Conquiste Vagas - Desenvolve Cursos
--
Eduardo Bolsonaro falou em 'ruptura mais dolorosa' sobre STF Eduardo Bolsonaro falou em 'ruptura mais dolorosa' sobre STF Reviewed by Anderson Nascimento on 21:00:00 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.